POSTAGENS

11/7/2018. “Violência contra as mulheres: Vamos falar sobre isso?”.Abstract

 

 

 

Na quarta-feira (31), o Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA) recebeu a roda de conversa  sobre o tema violência contra as mulheres. O encontro mediado por Marta Maia da Pesquisa Pró- ativa  Vidas e Karina Gomes do projeto de extensão Ariadnes teve por objetivo ampliar os relatos de mulheres que já foram vítimas de quaisquer tipos de abuso, dentro ou fora da universidade.

 

Com cerca de 30 alunos dispostos em círculos, as professoras de Jornalismo deixaram a conversa livre para os presentes expor seus relatos pessoais, inquietações e debater sobre os diferentes tipos de abusos e como combatê-lo. O momento serviu para estimular a denúncia das práticas abusivas e o apoio mútuo entre os abusados.

 

Karina Gomes destaca a importância do relato, “ o testemunho é primordial, para romper com ciclos de violência, é necessário para superação e tem gente que nao consegue  mas nosso papel é proporcionar espaços para as pessoas falar, quando um fala, todos podem se ajudar. Assim pessoas são ouvidas e acolhidas.”

 

O Projeto Vidas e o Projeto Ariadnes realizarão outros encontros a partir do próximo semestre letivo, os organizadores pedem as mulheres que queiram compartilhar as suas experiências para os e-mails: ariadnes@ufop.edu.br ou vidas.ufop@gmail.com.

 

* As identidades das mulheres serão mantidas sob sigilo.

 

Minicurso do PLA: (Res)significando Teorias e Práticas no Ensino de Língua Inglesa

Novembro 7, 2018

A Oficina de Ensino: Língua Inglesa tem o prazer de convidá-los para o minicurso "A Era Pós-Método: (res)significando Teorias e Práticas no Ensino de Língua Inglesa", que acontecerá nos dias 8, 22 e 29 de novembro e 06 e 13 de dezembro de 2018, na sala I.35 do Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS), em Mariana, de 9h20min às 11h00.

 

Para maiores informações, entre em contato com a secretaria do Centro de Extensão de Mariana (CEMAR), pelo telefone (31) 3557 - 9426 ou pelo e-mail ...

Read more about Minicurso do PLA: (Res)significando Teorias e Práticas no Ensino de Língua Inglesa
10/30/2018. “2º Encontro de Agricultura Familiar na Ufop movimenta Mariana nesta quarta-feira(17) ”.Abstract

 

 

 

 

 

 

Alfaces, Bananas, laranjas, pães caseiros e doces. Muitas cores e sabores em clima de feira. Assim foi o 2° encontro da Agricultura Familiar na cidade de Mariana nesta quarta-feira (17 de outubro), a fim de estimular a alimentação saudável e o consumo consciente. O evento aconteceu com parceria da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), NUPEDES, CNPq com a Prefeitura de Mariana, SEDRU e EMATER.

O programa  de extensão Agricultura Familiar desenvolve ações que vão desde a compra de alimentos para o restaurante universitário, a realização de feiras pelos campus, até o uso de tecnologias tradicionais ecossustentáveis

Marisa Alice, coordenadora do evento e do Circula Agricultura, declarou que os projetos têm cumprido com seu objetivo, principalmente de integrar os agricultores à Ufop. Segundo ela o  Encontro da Agricultura Familiar na sua primeira edição em 2016 buscou divulgar os projetos, fator preponderante para que em 2018 colhesse frutos do crescimento desse setor e realizasse a segunda edição do evento, que contou com a presença dos agricultores locais. “Graças a todo esse movimento, hoje a Ufop se tornou a universidade do Sudeste que mais compra produtos da agricultura familiar e isso causa impacto social, econômico, além de garantir a segurança alimentar, então a gente busca inovar e atender todas as demandas da comunidade que vão surgindo nesse sentido", comemora a professora.

No evento  participaram alunos dos quatros projetos de extensão que fazem parte dos programas: Circula Agricultura, Sucessão Rural, Compra Institucional e Gestão Financeira.

    A mesa de abertura contou com autoridades do Município de Mariana, dentre eles o prefeito Duarte Júnior, Pedro Moreira (secretário de Desenvolvimento Agrário de Mariana), representantes da Pró reitoria de Extensão da Universidade Federal de Ouro Preto e membros de instituições ligados ao setor agrícola.

Segundo Leleco Pimentel, participante da feira e animador do Cortejo da Agricultura Familiar, o tipo de produção  é um ato político. “Em tempos de desmonte de política pública contra a agricultura familiar e de votação do pacote do agrotóxico, que permite e incentiva o uso de veneno no cultivo, um evento desses, além de uma animação e empolgação para os feirantes, é um ato de resistência”, diz o feirante.

 

 

O encontro buscou incentivar e valorizar o cultivo da terra, entender a agricultura familiar como meio de sustento para diversas famílias e possibilitou a troca de experiências e saberes tradicionais.

O prefeito Duarte Júnior  ressaltou que em Mariana essa alternativa à  produção agrícola está sendo significativa para os produtores rurais após o desastre. Atualmente 30 a 40% das escolas da região consomem produtos dos agricultores locais.

Célia dos Santos, moradora de Cachoeira do Brumado, é um dos exemplos. Pães, bolos e outros quitutes foram comercializados em sua banca durante o evento, onde suas receitas se apresentam como “receita própria, de família”, os mesmos produtos que todas às quartas-feiras são vendidos no Instituto de Ciência Sociais e Aplicadas (ICSA), através do projeto Circula Agricultura. A agricultora enfatiza as vantagens em participar do projeto:  “Como moro em sítio, isolado, acabo vindo pra cidade para poder vender, muitas pessoas compram, principalmente estudantes”, afirma

O 2° Encontro da Agricultura familiar na UFOP fez parte das atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, realizado pela Universidade Federal de Ouro Preto e demais instituições de ensino federal.

 

  •  
  • 1 de 20
  • »